14 maio 2019

Tão Doce Quanto Make: Três ratos cegos e outros contos!

Hello Açucaradas,


E esse ano comecei super empolgada para ler vários livros e acabei empacando no meio do caminho rs, acontece mas me deixa chateada por motivos pessoais, sou apaixonada real por ler mas as vezes parece que o tempo escorre entre meus dedos e não consigo por minhas leituras em dia.
Tentar melhorar isso urgentemente.
E a resenha de hoje, já era para ter aparecido aqui há tempos, mas acabei me enrolando e não trazendo para vocês, o último livro que li já tem um tempinho, na verdade ele é um livro repleto de contos e histórias diferentes com os maiores personagens da Agatha Christie, o que achei super interessante e me joguei cheia de curiosidade, são contos rápidos e interessantes que prendem nossa atenção e curiosidade.





Sinopse do livro:


Ao longo das nove histórias curtas presentes em Três ratos cegos e outros contos, Agatha Christie demonstra o porquê de ter fascinado, e continuar fascinando, gerações de leitores ao redor do mundo. Publicada originalmente em 1950, a obra contempla casos policiais vividos por personagens imortalizados pela autora, além do famoso conto introdutório, Os três ratos cegos, que deu origem à peça teatral há mais tempo encenada na história. Os mistérios, assassinatos e enigmas que marcam os escritos da Rainha do Crime, são desenvolvidos de maneira envolvente em cada um dos contos, enlaçando a atenção do público do começo ao final da obra. Logo em Os três ratos cegos, o clima de suspense é reforçado pela cantiga inglesa de mesmo nome, que adquire tons sombrios ao ser encontrada pregada no corpo de uma vítima de assassinato. As pistas indicam o lugar do próximo crime: uma hospedaria recém-inaugurada e isolada pelas fortes tempestades de neve. Os próximos quatro contos são protagonizados por Miss Jane Marple, a “fina flor dos detetives”, velhota solteirona de St. Mary Mead e eternizada em mais de uma dezena de romances policiais de Agatha Christie. Em Estranha charada, a sagaz velhinha auxilia um casal de jovens a buscar a herança deixada por um tio-avô afeito a charadas e adivinhas. Já em O crime da fita métrica, Miss Marple é casualmente envolvida na investigação de um crime aparentemente passional; O caso da empregada perfeita é outro que requer sua intervenção, após uma criada ser apontada como autora de um furto. Por fim, em O mistério da caseira, a detetive amadora, acamada, não toma parte direta na ação, mas é instigada a desvendar um enigma em um manuscrito que lhe é fornecido pelo doutor Haydock. Neste peculiar conto metalinguístico, narra-se a intrincada história de uma morte aparentemente natural, deixando incógnitas que instigam a curiosidade de Miss Marple. Outro detetive de Agatha Christie, talvez ainda mais famoso e adorado que Miss Jane Marple, toma parte nos três contos seguintes: o belga Monsieur Hercule Poirot, considerado por muitos a maior criação da autora, é um homem metódico, que coloca suas “células cinzas” do cérebro para trabalhar na investigação de casos misteriosos. No primeiro dos contos, O apartamento do terceiro andar, Poirot aparece inesperadamente quando dois jovens encontram o corpo de uma mulher; atentando para pequenos detalhes, o detetive dá novo rumo à investigação que parecia concluída. Em Aventura de Johnnie Waverly, um casal procura Monsieur Poirot para auxiliar-lhes na procura de seu filho, que fora sequestrado. O detetive belga, demonstrando conhecimento profundo da natureza humana, em Vinte e quatro melros decide agir por conta própria e apurar uma situação à primeira vista superficial: um homem que jantava rotineiramente em determinado restaurante, muda repentinamente seus hábitos. Tempos depois, sabe-se que o mesmo homem fora encontrado morto. No último dos contos, Os detetives do amor, entram em cena Harley Quin e Mr. Satterwhite, criações também famosas de Agatha Christie. Ao lado do coronel Melrose, a dupla de detetives investiga a morte de Sir James Dwighton, que morrera ao ser golpeado com uma estátua de Vênus – não por ironia, a deusa do amor e da beleza –, feita de bronze. Pequenos detalhes e a perspicácia de Harley Quin auxiliam na solução surpreendente do caso.


 Comecei a ler o livro porque amo as histórias da Agatha e queria muito conhecer seus personagens famosos, o título do livro vem do primeiro conto e as outras seguem com seus enredos particulares e interessantes. Não são nada muito elaborados, você consegue ler rapidamente se divertindo e pensando nas aventuras de cada personagem/detetive.


Depois de ler esse livro quero ler muito mais histórias da Agatha e seus outros personagens, sou viciada no Poroit mas já quero ler os livros da  Miss Marple, que mulher inteligente e encantadora.
e um livro que vale a leitura, são contos de assassinato, mistérios, traição e muito mais, um ótimo passatempo para vários momentos, tendo alguns mais rápidos e interessantes que os outros mas um conjunto bacana e super atrativo.

Beijos Açucarados!

7 comentários:


  1. Smutne opowieści... na moim podwórzu, psy zabiły węża. Nie był jadowity ale one wiedziały lepiej . Nie dość mamy problemów by i wyobraźnię sobie nimi zapełniać ?

    ResponderExcluir
  2. Os produtos da Benefit, por norma, são muito bons mesmo!

    Adoro Agatha Christie :D esse ainda não li, por acaso :D fiquei muito curioso!

    NEW FASHION POST | HOW TO USE BLAZER DAILY!!
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderExcluir
  3. Eu também adoro ler. Já faz um tempinho que não leio algum livro... :/ O tempo está super corrido para mim. Esse livro parece bem interessante, gostei da dica! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olha, eu confesso que eu também empaco algumas vezes nas minhas leituras de livros.... kkk Aho que é normal.
    beijinhos
    Blog Entre Garotas

    ResponderExcluir
  5. Gostei adoro ler e amo um conto com mistério e suspense.
    Charme-se

    ResponderExcluir
  6. Oie
    Acredita que nunca li os livros da Aghata? Eu sei, é quase um pecado. Mas acontece que não sou muito boa para ler esse gênero. De qualquer forma, a Aghata tá na minha listinha. Um dia conhecerei os seus tão famosos e emblemáticos personagens.

    Beijos
    ABOBRINHA COM CHOCOLATE

    ResponderExcluir