quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Como escolher o protetor ideal para cada tipo de pele!


Hello Açucaradas,


 E para começar a quarta com o pé direito e um 2016 mais saudável e com muito mais cuidados com o rosto, segue essas dicas babados que recebi para compartilhar com vocês de dicas para escolher o protetor solar ideal para cada tipo de pele, pois sei que muitas de vocês tem essas dúvidas, eu mesma tenho várias e com esse post sei que vai ajudar muito todas nós!


Dermatologista da dicas para escolher o protetor ideal para cada tipo de pele




Entenda quais são as formulas e versões perfeitas para as necessidades de cada pele

O filtro solar é um item indispensável para garantir a saúde da pele e com a aproximação do verão, os cuidados com a proteção devem ser redobrados.  A dica para não se descuidar é fazer da aplicação do protetor solar um hábito, mas muitas vezes o produto é deixado de lado pela incompatibilidade entre a pele e a formulação do filtro.

“Todos devem reaplicar o protetor solar a cada 2 horas, uma camada espessa, aproximadamente uma colher de chá por cm2, além de usar chapéu com tecido de fotoproteção e óculos escuros. Também é recomendado sempre usar filtros solares com base, pois aumentam a barreira de proteção da pele”, explica a dermatologista Dra. Thais Pepe.

 O mercado está repleto de opções que oferecem cuidados especiais para cada característica específica. Confira as dicas da Dra. Thais Pepe para saber como identificar o seu tipo de pele e escolher o protetor solar com o efeito ideal para sua necessidade:

Pele normal: Suave e saudável. É aquela que apresenta nível controlado de oleosidade. São recomendados os filtros em formato sérum, loção ou spray, pois apresentam maior resistência ao contato com suor e água.

Pele oleosa:  Excesso de brilho e oleosidade excessiva na “Zona T” (testa, nariz e queixo) são algumas das principais características da pele oleosa. Quem tem essas queixas deve optar por um protetor que não obstrui os poros, como os que são a base de gel, sem gordura ou álcool. Versões leves como gel-creme, oil free, sérum e mousse são as mais indicadas para quem sofre com a oleosidade excessiva.

Pele seca:  É a que está mais propensa envelhecer precocemente e sua principal característica é a tendência a ficar repuxando, além de toque áspero e aspecto seco. Para manter a hidratação deste tipo de pele, o ideal é optar por um filtro solar na versão creme e que contenha água e óleo em sua composição.

Pele sensível: Sua principal característica é a hiper-reatividade e intolerância. Para regular a sensibilidade da pele, os melhores protetores são os que não possuem perfume e tem formulação neutra. As versões em loções e gel-creme são as mais indicadas.

Pele claríssima:  É o tom mais sensível ao sol e a tendência é que fique vermelha, ao invés de se bronzear. Apresenta irritação quando exposta ao sol e está muito suscetível ao câncer de pele. O fator mínimo indicado para este tipo de pele é o FPS 90.

Pele clara: Tem baixa tendência ao bronzeamento e queima com muita facilidade. Como também corre alto risco de câncer de pele, o fator de proteção indicado para este tipo de pele é o FPS 60.

Pele morena: Este tom mais escuro esconde os efeitos do fotoenvelhecimento, apesar de ter facilidade para se bronzear. A aplicação do filtro solar acima do FPS 45 é indispensável.

Sobre Dra. Thais Pepe

Médica especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Dra. Thais Pepe cursou medicina e é pós-graduada em Cosmiatria, além de ter sido preceptora do Departamento de Cosmiatria da Unisa entre 2009 e 2012, é membro da American Academy of Dermatology e da Sociedade de Cirurgia Dermatológica. Há 10 anos atua como diretora técnica em sua clínica, em São Paulo.

Beijos Açucarados de Boas Festas!

Imagem da Internet!

Nenhum comentário:

Postar um comentário